terça-feira, 16 de abril de 2013

Trecho 35 - Príncipe Mecânico

Este é o trecho 35/45 publicado por Cassandra Clare antes do lançamento de Príncipe Mecânico em seu idioma original. Um conversa em Will e Tessa sobre sua origem.

Lembre-se os trechos não possuem a tradução oficial, por isso, após a publicação do livro, você pode encontrar algumas diferenças nos termos, mas a essência se mantém.
Alguns desses trechos lançados são pequenas frases, outros são parágrafos ou cenas inteiras que foram deletadas na edição.

Curta sua leitura!

"Você já pensou em transformar-se em um dos seus pais?" Will perguntou. "Sua mãe ou seu pai? Isso lhe daria acesso a suas memórias, não é mesmo?"
"Já havia pensado nisso. Com certeza. Mas não tenho nada deles. Tudo o que eu trouxe para Londres foi descartada pelas Irmãs das Trevas."
"E o seu colar de anjo?" Will perguntou. "Não era de sua mãe?"
Tessa afirmou com a cabeça. "Eu tentei. Mas não havia nada dela nele. Ele já é meu há tanto tempo,  que eu acho o que havia dela no colar tenha se evaporado, como água."
Os olhos de Will brilhavam nas sombras. "Talvez você é uma garota mecânica. Talvez o pai de Mortmain tenha construído você, e agora Mortmain está em busca do segredo de como criar tal perfeição da vida, quando tudo o que ele pode construir são monstruosidades hediondas. Talvez o que bate em seu peito é um coração feito de metal."
Tessa respirou, sentindo-se momentaneamente atordoado. Sua voz suave foi tão convincente, e ainda "Não", ela disse rispidamente. "Você esquece, eu lembro do minha infância. Criaturas mecânicas não podem mudar ou crescer. Isso nem explica a minha habilidade."
"Eu sei", disse Will com um sorriso branco que brilhou na escuridão. "Eu só queria ver se eu poderia convencê-la."
Tessa olhou para ele com firmeza. "Dentre nós, eu não sou o que não tem coração."
Estava muito escuro no carro para ela afirmar, mas ela sentiu que ele corou, sombriamente. Antes que ele pudesse dizer qualquer coisa em resposta, as rodas da carruagem fizeram uma parada. Eles haviam chegado.